Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

JPMorgan vai cortar 9.200 empregos no Washington Mutual

Por Elinor Comlay e Jonathan Stempel NOVA YORK (Reuters) - O JPMorgan divulgou na segunda-feira que vai eliminar cerca de 9.200 postos de emprego do antigo Washington Mutual, que em 25 de setembro se tornou o maior banco dos Estados Unidos a falir.

Reuters |

Os cortes totalizam mais de 21 por cento da força de trabalho da empresa, que encerrou junho com 43.198 funcionários.

O Washington Mutual era a maior associação de poupança e empréstimos dos EUA antes do JP Morgan ter comprado seus ativos bancários por 1,9 bilhão de dólares, em uma operação aprovada pelos órgãos reguladores dos EUA.

Cerca de 4 mil dos postos de trabalho serão cortados até o fim de janeiro e outros 5,2 mil depois, afirmou a porta-voz do JPMorgan, Christine Holevas. Os 5,2 mil funcionários vão receber seus salários anuais retroativos a 1o de outubro em dobro, em uma única quantia quando acabar seu período de contratação, afirmou Holevas.

O Washington Mutual entrou em colapso com o peso de uma carteira de quase 176 bilhões de dólares em ativos imobiliários, empréstimos com taxa variável e hipotecas. A instituição foi uma das 22 concessoras de empréstimo norte-americanas a falirem neste ano.

As ações do JPMorgan fecharam na segunda-feira em queda de 5,54 dólares, ou 17,5 por cento, para 26,12 dólares na bolsa de Nova York.

Os papéis de bancos estavam entre as maiores perdas na segunda-feira, a partir das expectativas de que o aprofundamento do colapso econômico global vá fazer com que as perdas de crédito e baixas contábeis aumentem.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG