Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

JPMorgan Chase lucra 64% a menos em 2008

Nova York, 15 jan (EFE).- O banco JPMorgan Chase fechou 2008 com lucro de US$ 5,605 bilhões (US$ 1,37 por ação), uma queda de 64% em relação ao ano anterior, mas que ainda o permite encerrar em positivo o último exercício, um dos mais duros em a história de Wall Street.

EFE |

O banco, um das que durante a crise se destacou por sua fortaleza financeira e inclusive absorveu Washington Mutual e Bear Stearns, informou hoje que no quarto trimestre ganhou US$ 702 milhões (US$ 0,07 por ação), após registrar uma queda de 76% em relação ao mesmo período de 2007.

A renda da companhia durante o conjunto do ano unicamente caiu 6%, ficando em US$ 67,252 bilhões, enquanto a trimestral registrou uma queda mínima de 1%, fechando em US$ 17,226 bilhões.

Como a maioria de seus concorrentes, o JPMorgan Chase recebeu US$ 25 bilhões de dinheiro público do Governo americano.

Com a publicação desses resultados, a firma demonstra estar agüentando a crise melhor que outras do setor, mas não satisfez as previsões de alguns analistas, já que o lucro está diretamente relacionado com a aquisição de Washington Mutual.

Mesmo assim, as ações da empresa abriram o pregão da Bolsa de Nova York, em alta de 4%, sendo cotadas a US$ 26,95.

A companhia aumentou em US$ 4,1 bilhões suas reservas para amortizar empréstimos não-pagos, como destacou seu presidente e seu executivo-chefe, Jamie Dimon, que classificou os resultados de "muito decepcionantes".

Dimon explicou que a queda dos resultados se deve principalmente às perdas na área de bancos de investimento e alertou que "se o entorno econômico seguir se deteriorando, que é uma possibilidade nada desdenhável, é razoável esperar mais impactos negativos nas atividades da entidade relacionadas com o mercado, maiores perdas de crédito" e aumentos das reservas. EFE mgl/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG