Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

JPMorgan Chase compra ativos e depósitos do Washington Mutual

SÃO PAULO - O JPMorgan Chase & Co. adquiriu ontem à noite todos os depósitos, ativos e determinadas obrigações das operações bancárias do Washington Mutual (WaMu) da Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC), agência do governo dos EUA que protege os correntistas de bancos comerciais.

Valor Online |

Como parte da transação, o JPMorgan Chase pagará aproximadamente US$ 1,9 bilhão à FDIC. A operação cria a maior instituição de depósitos dos Estados Unidos, com mais de US$ 900 bilhões em depósitos.

A compra expande a rede de agências ao consumidor do Chase em Estados considerados atraentes, como Califórnia, Flórida e Washington, destacou o JPMorgan em nota em sua página eletrônica.

"As 5,4 mil agências combinadas em 23 Estados também servirão como uma excelente base para ampliar o alcance de banco de negócios, banco comercial, cartão de crédito, empréstimo ao consumidor e a atividade de administração de riquezas", acrescentou.

O JPMorgan observou ainda que a compra estenderá a rede de agências de varejo do Chase para Estados americanos como Geórgia, Idaho, Nevada e Oregon. A expectativa é de que a maior parte da integração esteja concluída no fim de 2010, com fechamento de menos de 10% de agências na rede combinada em mercados comuns.

Em conjunto com a transação, a instituição irá depreciar o valor do portfólio de empréstimos adquirido em cerca de US$ 31 bilhões.

Desde meados deste mês, os clientes do WaMu sacaram US$ 16,7 bilhões das contas, deixando o banco em uma situação delicada, observou a Agência de Supervisão de Instituições de Poupança dos EUA (Office of Thrift Supervision). "Com liquidez insuficiente para atender às suas obrigações, o WaMu estava em uma condição ruim para conduzir negócios", observou o órgão regulador, que resolveu fecha-lo antes de vender os ativos ao JPMorgan Chase.

Vale notar que o WaMu era uma das instituições de crédito bem afetadas pelos problemas no setor imobiliário dos Estados Unidos e pelo aumento da inadimplência das hipotecas. O banco tinha mais de US$ 300 bilhões em ativos, mas quase US$ 190 bilhões de depósitos.

Hoje, as agências do WaMu vão abrir suas portas e os correntistas terão acesso a suas contas, destacou a presidente da FDIC, Sheila Bair.

A notícia é a mais recente da crise financeira que piorou nos últimos dias e segue o colapso do banco de investimentos Lehman Brothers, a ajuda do Federal Reserve (Fed) à seguradora AIG e a venda do Merrill Lynch.

As informações são do JPMorgan Chase e agências internacionais.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG