Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Jornalistas americanos desaparecidos no Líbano foram presos pela Síria

Cairo, 9 out (EFE).- Os dois jornalistas americanos que desapareceram no último dia primeiro no Líbano foram presos pelas autoridades da Síria ao tentarem atravessar a fronteira de forma ilegal, informou hoje a emissora Al Jazira.

EFE |

A emissora do Catar, que não revelou a identidade de suas fontes, afirmou que o Ministério de Relações Exteriores sírio já informou à embaixada americana em Damasco do acontecido.

Holli Chmela, de 27 anos, e Taylor Luck, de 23, que trabalham para um jornal da Jordânia, informaram há uma semana a um amigo que viajariam no dia primeiro de Beirute para Trípoli, no norte do Líbano, através de Byblos.

Depois tinham previsto seguir por terra para a Síria antes de retornarem para a Jordânia, onde deviam retornar ao trabalho no dia 4, informou a embaixada dos Estados Unidos em Beirute.

Ambos saíram de seu hotel em Beirute no dia 30 de setembro e, desde então, se perdeu o contato com eles, que não responderam as ligações feitas para seus celulares.

Os desaparecidos trabalham para o jornal jordaniano em língua inglesa "Jordan Times", com sede em Amã. EFE jfu/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG