Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Jornal britânico diz que alto funcionário europeu revelou informação delicada

Londres, 7 set (EFE).- Um alto funcionário que trabalha com o comissário do Comércio da União Européia (UE), Peter Mandelson, revelou informação comercial muito delicada em troca da promessa de benefícios econômicos, denunciou hoje o jornal britânico The Sunday Times.

EFE |

O jornal afirma que o diretor comercial da Comissão Européia Fritz-Harald Wenig passou informação a dois jornalistas do "Sunday Times" que se passaram por membros de um grupo de pressão que trabalhava para um empresário chinês.

Nas conversas mantidas ao longo da investigação, que durou cerca de seis meses, Wenig abordou a possibilidade de receber um pagamento ou de trabalhar para o empresário, embora tenha dito que isso seria discutido quando houvesse "resultados", segundo a fonte.

Entre a informação revelada, segundo o "Sunday Times", estão os nomes de duas empresas chinesas que provavelmente conseguiriam uma condição especial se a União Européia (UE) impusesse uma tarifa de proteção contra produtores chineses de velas.

Além disso, revelou que o comissário de Comércio apoiaria medidas para novas tarifas às importações de calçado chinês.

Um porta-voz de Mandelson disse ao jornal que seria aberta uma investigação "exaustiva e rigorosa" a respeito do assunto.

Em declarações ao jornal, Wening negou ter revelado informação secreta ou delicada comercialmente, e se recusou a comentar se havia descumprido as regras. EFE ep/fh/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG