Tamanho do texto

Segundo o empresário, o deficit da Previdência é um dos fatores que dificultam o aumento da taxa de investimento

selo

O presidente do Conselho de Administração da Gerdau, Jorge Gerdau, afirmou nesta quinta-feira que a baixa taxa de investimento do País está limitando o potencial de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). "No Brasil, esse índice é um dos mais baixos do mundo", disse. Segundo o empresário, o deficit da Previdência é um dos fatores que dificultam o aumento da taxa de investimento. 

"No mundo todo, a Previdência é fator de poupança. No Brasil, é fator de `despoupança'", afirmou Gerdau, em seminário na Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio. "O crescimento estrutural no longo prazo passa pela poupança. No País, a previdência do próprio setor público é deficitária", complementou. 

O empresário criticou ainda a carga tributária. "O presidente Lula afirmou que com carga tributária de 10% não há Estado. E eu digo que com uma carga de 40% não há cidadania", declarou. Ele defendeu ainda a simplificação do sistema tributário. "A carga tributária sobre o preço da energia é de 102%. Os impostos cumulativos fazem com que percamos capacidade de crescer", afirmou. 

Para Gerdau, o setor público está atrasado em relação ao ciclo de crescimento pelo qual passa o País. "Somente através da eficiência da gestão pública é que poderemos crescer mais", disse o empresário. "Os governos trabalham geralmente para o período de sua gestão. Isso praticamente inviabiliza a elaboração de um planejamento estratégico."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.