Tamanho do texto

SÃO PAULO - A JBS, maior produtora e exportadora de carne bovina do mundo, fechou o segundo trimestre do ano com prejuízo de R$ 364,4 milhões, ampliando as perdas do primeiro trimestre, que foram de R$ 6,6 milhões. No segundo trimestre do ano passado, a companhia tinha apresentado lucro de R$ 38,7 milhões.

Segundo a companhia, o resultado negativo reflete aspectos contábeis, como variação cambial de investimentos no exterior e amortização de ágios, e aspectos financeiros, como a perda com derivativos para a proteção cambial. No trimestre, a companhia amargou uma perda financeira de R$ 508 milhões e registrou outros R$ 45 milhões com a amortização de ágios.

A companhia apresentou crescimento nas receitas, que somaram R$ 7,129 bilhões no segundo trimestre de 2008, contra R$ 1,171 bilhão em igual período do ano passado. Mas o custo do produto vendido avança em maior proporção, saindo de R$ 890 milhões, ou 76% da receita no segundo trimestre de 2007, para R$ 6,435 bilhões, ou 90% da receita de abril a junho deste ano. Em comparação com o três primeiros meses de ano, a receita cresceu 21,7%.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) cresceu 76% no comparativo anual, para R$ 290,8 milhões. Sobre o primeiro trimestre o avanço do Ebitda foi de 65%.

A JBS Brasil teve aumento de 13% na receita líquida, que bateu R$ 1,31 bilhão, em comparação com primeiro trimestre, refletindo a maior utilização da capacidade de abate e o repasse parcial do aumento nos custos de matéria-prima aos produtos vendidos. No entanto as margens recuaram acentuadamente em virtude do aumento no preço do gado. Foram abatidas 861,4 mil cabeças no período. Sobre o segundo trimestre de 2007, as receitas cresceram 21,6%
Na Argentina as receita caíram no comparativo trimestre contra trimestre devido às restrições às exportações do país, mas avançaram 36% no comparativo anual.

A JBS USA, incluindo Austrália, teve expansão de 33% na receita, sobre os três primeiros meses do ano, para US$ 653 milhões, acompanhando a valorização nos produtos vendidos e maiores exportações.

No segmento de carne suína da JBS USA a receita subiu 15,8%, para US$ 620 milhões, e na Inalca JBS as vendas cresceram 32,6%, para 155 milhões de euros. Sempre comprando o segundo trimestre contra o primeiro.

No primeiro semestre do ano, a companhia teve prejuízo líquido de R$ 371 milhões, contra ganho de R$ 49,4 milhões de janeiro a junho de 2007. As receitas cresceram quase seis vezes, somando R$ 12,988 bilhões. O Ebitda subiu 45,3%, para R$ 467 milhões.

(Valor Online)