Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Japão vai comprar ações para ajudar mercado, diz jornal

Com os preços das ações em queda livre no mundo, o governo do Japão está tomando medidas adicionais para tentar estabilizar seus mercados. A edição deste sábado do jornal Nikkei informou que, entre as medidas, o país deve permitir que a BSPC, entidade estabelecida por bancos japoneses e supervisionada pelo Ministério de Finanças do Japão, volte a comprar ações.

Agência Estado |

O governo também pediu que o banco central japonês (BoJ, na sigla em inglês) comece a comprar ações de bancos e eleve o limite de 2 trilhões de ienes (US$ 2,129 bilhões) para a recapitalização de bancos.

Hoje, o índice Nikkei 225, da Bolsa de Tóquio, caiu 9,60%, para 7.649,08 pontos, o menor fechamento desde 28 de abril de 2003.

O novo plano de estabilização dos mercados, que deverá ser anunciado no início da próxima semana, deve tornar mais rígidas as normas para a negociação de ações, estabelecer regras contábeis mais flexíveis para o valor justo e mudar as exigências sobre níveis de capital dos bancos. Ao mostrar a disposição de utilizar todos os recursos, o governo tenta aliviar as crescentes preocupações sobre o mercado de ações e as instituições financeiras.

Na terça-feira da semana passada (dia 14), o governo já havia anunciado medidas de estabilização, incluindo o relaxamento das normas de recompra de ações pelas empresas e a suspensão temporária das vendas de ações em posse do governo. Mas agora o governo acredita que novas medidas são necessárias para evitar maiores perdas dos papéis e a piora das condições do mercado financeiro.

Uma medida que deve ter impacto imediato sobre o mercado é a retomada da compra de ações pela BSPC. A entidade, criada em janeiro de 2002 durante a crise financeira, manteve a compra de ações de bancos até 2006, quando seus ativos estavam avaliados em cerca de 1,6 trilhão de ienes (US$ 1,694 bilhão).

O governo também planeja pedir ao BoJ que coopere por meio de compra de ações. Se as recentes quedas no mercado de ações continuarem, os bancos podem enfrentar um aumento das perdas de seus papéis, um fator que pode ter um efeito adverso em seu balanços. A compra de ações pelo banco central e pela BSPC poderia ajudar a aliviar tal pressão enfrentada por bancos privados.

O BoJ, em princípio, é proibido de negociar com ações, mas pode comprar aquelas mantidas por bancos com o propósito de restaurar a confiança nos mercados financeiros.

O governo planeja flexibilizar as regras contábeis sobre valor justo, bem como revisar as regras que determinam a maneira como os bancos subtraem as perdas com papéis de seu capital patrimonial. Ao mesmo tempo, também planeja conquistar a cooperação do setor privado. Por exemplo, o governo pode pedir para que os investidores institucionais, como fundos de pensão e companhias de seguro de vida, comprem mais ações. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG