Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Japão suspende importação de carne bovina de fábrica nos EUA

Tóquio, 8 ago (EFE).- O Governo do Japão voltou a suspender hoje a importação de carne bovina de uma fábrica dos Estados Unidos após confirmar que foi descoberta uma carga de 4,5 quilogramas que viola o acordo comercial vigente entre os dois países.

EFE |

Os Ministérios de Saúde e Agricultura japoneses confirmaram que decidiram suspender a importação de carne bovina de uma fábrica da cidade de Dodge, no estado do Kansas, de onde procedia a carga, segundo a agência de notícias "Kyodo".

As autoridades confirmaram que a carne confiscada estava incluída em uma carga de 3,8 toneladas que chegou ao Japão em 24 de julho saindo dessa fábrica.

Em abril, o Governo japonês havia suspendido a importação de carne bovina de outra fábrica americana, situada na Califórnia, após detectar outra carga que violava o acordo comercial vigente entre ambos os países.

Segundo os Ministérios, esta é a terceira vez que a fábrica do Kansas infringe o acordo bilateral entre Japão e EUA, que tem como objetivo manter a qualidade da carne importada no Japão e evitar a propagação do chamado mal da vaca louca.

O acordo comercial obriga que os distribuidores americanos de carne eliminem do gado exportado para o Japão a espinha dorsal, o tecido cerebral e as demais "partes específicas de risco" relacionadas com a doença da vaca louca.

O Japão, que era o principal mercado para a carne bovina americana, proibiu em dezembro de 2003 a entrada desse produto após ser detectado nos EUA o primeiro caso do mal da vaca louca.

Em dezembro de 2005 o Japão levantou a proibição, mas um mês mais tarde a retomou após encontrar pedaços da espinha dorsal em uma remessa.

Desde julho de 2006, os japoneses aboliram o veto de forma condicional, para carne mais nova que 20 meses, ao contrário de outros países que limitam em 30 meses esse período. EFE icr/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG