O Japão registrou em julho o maior índice de inflação em quase 11 anos, de 2,4% em comparação ao mesmo mês em 2007, uma conseqüência do aumento dos preços da energia e dos alimentos.

O índice é levemente superior à expectativa dos economistas, que esperavam 2,3%, segundo uma pesquisa do jornal Nikkei.

Esta é a primeira vez que a inflação no Japão chega a este nível desde outubro de 1997. Na ocasião, a alta foi provocada por um aumento de impostos.

As metas inflacionárias do Banco do Japão (Banco Central) têm como teto 2%, mas para conter o aumento dos preços abaixo deste nível a instituição teria que elevar as taxas de juros, o que teria um efeito negativo no já baixo crescimento econômico do país.

kap/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.