O governo do Japão anunciou nesta terça-feira a proibição das vendas de ações a descoberto (short selling), uma prática acusada de acelerar a queda da Bolsa.

"Pedi aos mercados de ações que rejeitem as ordens de venda a descoberto a curto prazo", declarou o ministro das Finanças, Shoichi Nakagawa.

A Agência de Serviços Financeiros (FSA) havia anunciado a proibição da prática a partir de 4 de novembro, mas Nakagawa antecipou a medida depois da forte baixa da Bolsa de Tóquio na segunda-feira.

A técnica das vendas a descoberto, muito praticada pelos fundos especulativos, consiste em um mecanismo operacional para venda à vista de ações tomadas emprestadas para posterior reposição.

oh/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.