A economia japonesa pode se contrair por todo o ano fiscal de 2009, que termina em março de 2010, segundo indicou o ministro da Política Fiscal e Econômica do Japão, Kaoru Yosano. É difícil achar fatores que possam contribuir para trazer o PIB ao território positivo, declarou o ministro, em entrevista à agência de notícias Kyodo.

Dados divulgados ontem pelo governo mostraram que no trimestre de julho a setembro a atividade econômica apresentou retração de 0,4% em relação ao mesmo período de 2007, na segunda queda trimestral consecutiva. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.