Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Japão não aceita proibição do comércio do atum vermelho

O Japão anunciou nesta quinta-feira que é contrário à proibição do comércio do atum vermelho do Atlântico, proposta apoiada por União Europeia (UE) e Estados Unidos.

AFP |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561652366&_c_=MiGComponente_C

"O objetivo da Convenção de Washington (ou CITES: a organização da ONU responsável pela proteção das espécies em perigo) é proteger as espécies ameaçadas e impedir sua extinção, mas não acredito que o atum vermelho entre nesta categoria", declarou o porta-voz do governo japonês, Hirofumi Hirano.

A UE decidiu na quarta-feira apoiar, como os Estados Unidos, a proibição do comércio internacional do atum vermelho, o que equivaleria a interromper a pesca industrial do pescado, muito apreciado na elaboração do sushi.

Leia mais sobre: Japão

Leia tudo sobre: atumjapaojapãomeio ambientemeio-ambiente

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG