Tamanho do texto

O governo japonês anunciou um pacote de estímulo à economia no valor de 11,7 trilhões de ienes (US$ 107,81 bilhões), dos quais cerca de 2 trilhões de ienes virão de um orçamento complementar. As medidas, que o primeiro-ministro Yasuo Fukuda descreveu como um pacote abrangente para conquistar a confiança nacional, destinam-se a amenizar o impacto da alta do petróleo sobre as empresas e os consumidores, ajudar a promover a economia de energia e fortalecer o setor agrícola.

O governo decidiu implementar cortes no imposto de renda para o atual ano fiscal, após um acordo entre o Partido Liberal Democrático, do governo, e seu aliado, o New Komeito. A amplitude dos cortes, porém, ainda não foi decidida. O pacote inclui ainda um crédito de 400 bilhões de ienes para pequenas e médias empresas.

O ministro das Finanças do Japão, Bunmei Ibuki, disse que o governo tentará evitar a emissão de bônus para o financiamento do pacote. Ele indicou, no entanto, a possibilidade de que o governo tenha dois orçamentos complementares no ano fiscal de 2008 e disse que não sabe se para isso o governo venderá novos bônus. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.