Tamanho do texto

Londres, 11 jul (EFE).- Um Jaguar fabricado em 1955 se tornou hoje o carro mais caro da marca já vendido em leilão ao ser arrematado por 2,2 milhões de libras (US$ 4,3 milhões) em um festival de automóveis realizado em Chichester, no sudeste da Inglaterra.

O esportivo de dois lugares foi fabricado em 1955 e seu preço então era de 2.500 libras (mais de US$ 4.900).

Segundo a casa Bonhams, que leiloou o veículo, o Jaguar, adquirido por um britânico, pulverizou o recorde anterior para um carro do modelo, estabelecido em 1999 em 1,7 milhões de libras (US$ 3,3 milhões).

O Jaguar foi dirigido por Lou Brero em corridas de carros nos Estados Unidos em 1956 e 1957.

Posteriormente, em 1975 foi adquirido pelo piloto de corridas Nigel Moores, sobrinho de John Moores, fundador da gigante varejista britânica Littlewoods. EFE ep/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.