Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Iveco dá férias coletivas de 30 dias em Minas Gerais

SÃO PAULO - A Iveco, fabricante de caminhões e vans do grupo Fiat, vai conceder férias coletivas de 30 dias a partir de 15 de dezembro. A empresa não vincula, no entanto, a paralisação à queda de demanda de veículos no país.

Valor Online |

Segundo comunicado divulgado ontem, trata-se de uma " rotina da empresa, que normalmente concede férias nesse período " . Por meio da assessoria de imprensa, a montadora informou ainda que é uma atitude tradicional dar 30 dias de férias coletivas.

A empresa não informou o número de empregados na fábrica instalada em Sete Lagoas (MG). Disse apenas que 350 pessoas permanecerão trabalhando na conclusão de nova unidade de caminhões pesados, prevista para o início de 2009.

Apesar de vir de um expressivo avanço de vendas no acumulado do ano, com crescimento de 150,9% no segmento de comerciais leves e de 117,4% em caminhões de janeiro a outubro, as vendas da Iveco, no mês passado, apresentaram recuo na comparação com setembro.

Em comerciais leves, a montadora registrou queda de 11,9% no mês passado na comparação com setembro. No mesmo período, o mercado desse segmento recuou 5%. Em caminhões, a Iveco registrou queda de vendas de 4,8% na comparação de outubro com o mês anterior, um período em que o mercado total cresceu 1,7%.

O mercado começou mal em novembro. O número de emplacamentos de caminhões apresentou um recuo de 9,62% na primeira quinzena na comparação com a primeira metade útil de outubro. No segmento de ônibus ainda não houve queda de vendas. A Iveco foi a primeira montadora de veículos de carga a anunciar férias coletivas este ano.

Na Scania, a filial brasileira bateu recorde mensal de vendas de caminhões entre as unidades da montadora em todo o mundo, com 1,08 mil veículos vendidos em outubro. O segundo lugar ficou para a Grã-Bretanha.

No mercado de automóveis, as montadoras começam a oferecer mais facilidades no financiamento, num sinal do efeito dos novos recursos que entraram no mercado, injetados pelo Banco do Brasil.

A Ford anunciou ontem uma campanha que oferece toda a linha de automóveis, utilitários e picapes sem entrada e saldo em até 60 meses, com carência de 30 dias, na modalidade leasing. A montadora tem também a opção de financiamento com taxa de 0,99% para toda a linha, exceto o novo Focus, com 50% de entrada, saldo em 24 meses e carência de 30 dias, na modalidade leasing.

(Marli Olmos | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG