Roma, 9 fev (EFE).- O PIB italiano sofrerá uma retração de 2% este ano e provavelmente encolheu 0,6% em 2008, segundo dados apresentados hoje pelo Ministério de Finanças da Itália.

Segundo dados do Governo, os efeitos da crise sobre a economia italiana se prolongaram, e só no fim deste ano deve haver uma modesta recuperação.

Os investimentos e as exportações serão os setores mais afetados pela crise, devido à recessão nos países desenvolvidos. Outro fator que prejudicará o crescimento do PIB é a redução do consumo das famílias.

Além da queda da confiança, a crise terá repercussão sobre o mercado imobiliário, embora até foram agora, segundo dados do Tesouro italiano, as consequências tenham sido menores que em outros países europeus.

Quanto ao mercado do trabalho, o Ministério de Finanças prevê que este ano o desemprego deve subir 1%, para 8,2%.

Em relação à dívida pública, o relatório prevê que chegará a 110,5% do PIB e que, no ano que vem, poderá chegar a 112%. EFE fab/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.