Dezenas de milhares de pessoas foram as ruas nesta sexta-feira em diferentes cidades da Itália, durante um dia de greve geral, para protestar contra a política econômica escolhida pelo governo Silvio Berlusconi para enfrentar a crise.

No final de novembro, o governo aprovou uma série de medidas voltadas para a retomada das finanças sem ter feito nenhuma consulta aos sindicatos, prevendo o investimento de 80 bilhões de euros em vários anos. A oposição, no entanto, denunciou que grande parte dessas aplicações já estava prevista há muito tempo.

Convocadas pelo principal sindicato, o CGIL (esquerda), e apoiadas pela oposição de esquerda, 200.000 pessoas se manifestaram em Bologna (norte), 50.000 em Milão (norte), 40.000 em Nápoles (sul), 30.000 em Turim (noroeste) e 10.000 em Gênova (norte).

Na capital, Roma, centenas de milhares de pessoas (estudantes, aposentados e operários) desfilaram levando faixas, entre outras, com os dizeres "Paguem vocês por sua crise", constatou um fotógrafo da AFP.

ema/fmi/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.