Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Itália incentiva renovação de carros e eletrodomésticos

Roma, 7 fev (EFE).- O Conselho de Ministros da Itália aprovou hoje um pacote econômico de 2 bilhões de euros para ajudar os setores automobilístico e de eletrodomésticos a superar a crise.

EFE |

Ele consiste na concessão de incentivos estatais para renovar o parque automobilístico e reduções tributárias na compra de eletrodomésticos.

O decreto-lei de ajudas contra a crise estabelece incentivos estatais de 1,5 mil euros para que deixar de usar um automóvel emplacado até 1999 e comprar um novo das séries Euro 4 ou Euro 5.

Também inclui 2,5 mil euros de economia para a compra de veículos comerciais ligeiros.

Os incentivos diminuem para 500 euros aos compradores de automóveis novos que não entregarem seus veículos velhos.

A ajuda será de 500 euros também para quem comprar uma motocicleta de até 400 cilindradas e entregar em troca outra da categoria Euro 0 ou da Euro 1.

O pacote de incentivos não elimina, porém, o imposto de circulação durante três anos como era previsto para quem comprasse os chamados veículos "verdes", movidos a gás metano, eletricidade ou hidrogênio.

O decreto prevê ainda reduções tributárias de 20% sobre despesas que superem os 10 mil euros na compra de novos eletrodomésticos ecológicos ou móveis, mas somente em uma reestruturação imobiliária.

As vendas de automóveis na Itália setor chegaram a uma queda anualizada de 32,6% em janeiro.

A aprovação do decreto-lei fez disparar as ações do grupo automobilístico Fiat e da fabricante de motos Piaggio na Bolsa de Milão. EFE ccg/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG