Roma, 25 fev (EFE).- O ministro da Economia italiano, Giulio Tremonti, assinou hoje um decreto para que o Tesouro compre dívida dos bancos para ajudar a recapitalizá-los, anunciou o próprio ministério, em comunicado.

O decreto estabelece juros de 7,5% a 8,5% que os bancos terão que enfrentar nos primeiros anos, mas a taxa crescerá gradualmente.

O objetivo é favorecer as empresas, principalmente as pequenas e médias, e as famílias.

O decreto possui também algumas pequenas cláusulas, como a obrigação de que os bancos suspendam a cobrança das cotas dos seguros aos trabalhadores que estejam recebendo seguro-desemprego.

Além disso, obriga que os bancos adotem um código de ética. EFE fab/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.