Tamanho do texto

SÃO PAULO - Um avião de Israel lançou ontem uma bomba de uma tonelada sobre a casa de um dos principais líderes do Hamas. Além dele, outras 18 pessoas morreram.

É a primeira vez que Israel mata um integrante graduado do Hamas na Faixa de Gaza desde sábado, quando teve início da campanha militar contra o grupo islâmico. Nizar Rayanm de 49 anos, era professor de Direito e um dos cinco líderes do Hamas encarregados de tomar as principais decisões do grupo. Ao seu lado morreram duas de suas quatro mulheres e nove de seus 12 filhos.

Além do ataque, Israel continuou enviado soldados para a fronteira com Gaza e afirmou estar pronto para uma invasão. Mas no campo da diplomacia, o governo israelense disse que considera a possibilidade de suspender os ataques aéreos a Gaza contanto que monitores internacionais garantam que o Hamas interrompa os disparos de foguetes contra cidades israelenses na fronteira. Desde sábado, mais de 400 palestinos morreram. Do lado, israelense houve quatro mortes.

(Valor Econômico)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.