Tamanho do texto

O Banco Central da Islândia informou hoje que suspenderá, de forma progressiva, os controles sobre a movimentação de capitais no país. As medidas foram adotados há um ano, logo após o aprofundamento da crise financeira global, que quebrou o sistema bancário local.

Em um comunicado, a instituição disse ter dado "o primeiro passo na remoção dos controles de capitais, permitindo a entrada de moeda estrangeira para novos investimentos e posterior saída dos recursos originados por essas aplicações."

"Os investidores estão autorizados, sem restrições, a converter em moeda estrangeira os recursos provenientes de ativos nos quais eles investiram após 1 de novembro de 2009", diz o comunicado. O BC islandês instituiu medidas de controle de capital em 28 de novembro do ano passado, na tentativa de estabilizar a economia.

O colapso espetacular do sistema bancário islandês levou o país a tomar US$ 2,1 bilhões emprestados do Fundo Monetário Internacional (FMI). A prosperidade do país até então se baseava em um robusto setor bancário e, por isso, sofreu forte impacto quando suas principais instituições financeiras foram atingidas pela crise. Em outubro de 2008, o governo islandês tomou o controle dos três bancos de crédito locais em meio à escassez de liquidez. Mais tarde, em agosto deste ano, o BC afirmou que via melhora no mercado cambial e que a restrição do fluxo de capitais poderia ser amenizada a partir de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.