Os países membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) devem respeitar o teto de produção para sustentar os preços do petróleo, declarou neste domingo o representante do Irã no cartel, Mohammad Ali Khatibi, citado pela agência oficial Irna.

"Se algum membro não quer respeitar o teto, deve ter razões para isso", disse Khatibi, a dois dias de uma reunião do cartel, em Viena.

"A situação da oferta e da demanda do petróleo no mundo mostra que a demanda está caindo. A Opep deve então adaptar sua produção às necessidades do mercado", acrescentou.

A produção real da Opep ultrapassa atualmente em meio milhão de barris suas cotas oficiais.

Depois de um pico histórico a 147,50 dólares em 11 de julho, o barril de petróleo caiu a 103 dólares sexta-feira em Londres.

Khatibi afirmou que o barril não pode custar menos de 80 dólares.

"Segundo as estimativas das companhias internacionais de petróleo, em alguns campos novos, o custo de exploração de um barril de petróleo é de 80 dólares. Sendo assim, considerando um lucro moderado, o preço do barril não pode ficar abaixo deste valor", afirmou.

sgh/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.