Teerã 27 out (EFE).- O representante iraniano na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammed Ali Khatibi, disse que, apesar do aumento do preço do barril, o mercado do petróleo não precisa neste momento de um aumento da cota de produção.

Em declarações divulgadas pela agência de notícias iraniana "Irna", argumentou que os sinais de recuperação econômica que aparecem na economia mundial, a desvalorização do dólar e a chegada do inverno (hemisfério norte) são as causas do aumento dos preços.

"Sob a atual situação, optar por um aumento da cota da Opep para desvalorizar o preço não é uma boa ideia. Atualmente, o mercado não precisa de um aumento da cota", disse.

O preço do barril de petróleo subiu esta semana para US$ 82, seu máximo anual, mas caiu para US$ 79 hoje nos mercados internacionais.

O Irã, considerado o quinto exportador de petróleo da Opep, sugeriu em diversas ocasiões que o preço do petróleo deveria ser ajustado a US$ 85, quantia na qual baseou seu orçamento anual.

"A cota da Opep deve ser calculada com base da demanda do mercado, e não de acordo com a opção de baixar os preços", disse Khatibi. EFE jm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.