Teerã, 11 mai (EFE).- O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores iraniano, Ramin Mehmanparast, afirmou hoje que seu país não aceitou ainda as propostas sobre a troca de combustível nuclear fora do território iraniano.

Teerã, 11 mai (EFE).- O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores iraniano, Ramin Mehmanparast, afirmou hoje que seu país não aceitou ainda as propostas sobre a troca de combustível nuclear fora do território iraniano. "Até agora não aceitamos nenhuma outra proposta sobre o lugar da troca nuclear", disse Mehmanparast ao referir-se à postura iraniana de ter "garantias óbvias". "Para ter uma garantia é preciso fazer a troca de urânio com o combustível nuclear no território iraniano", reiterou o porta-voz da diplomacia iraniana. "Não acreditamos que essa garantia possa ser conquistada por meio de outra fórmula", acrescentou Mehmanparast. O Governo de Teerã anunciou recentemente a necessidade de conseguir combustível nuclear para seu reator científico de Teerã através de uma troca de seu urânio enriquecido até 3,5% com o combustível nuclear enriquecido a 20%. Pela fórmula traçada em Viena, a Rússia aceitava receber o urânio iraniano a 3,5% para enriquecê-lo a 20% e enviá-lo depois à França para ser transformado em placas de combustível nuclear para então ser devolvido ao Irã. O projeto, cuja minuta foi aceita em princípio pelo negociador iraniano, foi rejeitado mais tarde pelo Governo de Teerã que não aceitou entregar todo seu urânio enriquecido, tal como pretendia a outra parte. As autoridades iranianas insistem na troca em seu território. Recentemente, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva propôs uma nova fórmula para a troca fora do Irã. Nessa semana, Lula viajará a Teerã para entre outros assuntos tratar dessa proposta com as autoridades iranianas. "Nas recentes negociações com o Brasil e Turquia, apresentou esta opção para os pontos de desacordo", disse hoje Mehmanparast. EFE msh/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.