Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ipea calcula que PIB do Brasil crescerá até 3,0% em 2009

Rio de Janeiro, 30 out (EFE) - O Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) calcula que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil crescerá entre 2,8% e 3,0% em 2009, apesar da crise mundial, e poderia chegar a 4,0% se não houver uma recessão mundial, disseram hoje fontes oficiais. Segundo o presidente do Instituto, Marcio Pochmann, o cenário mais negativo será alcançado pelo país mesmo se a crise tiver longa duração. Do ponto de vista estatístico, o PIB crescerá entre 2,8% e 3,0%, disse Pochmann, citado pela Agência Brasil. Se não tivéssemos estagnação ou recessão, é provável um crescimento maior. Não é surreal imaginar uma expansão em torno de 4,0%, disse o funcionário durante um evento no Rio de Janeiro.

EFE |

Pochmann argumentou que apesar, da crise, o Brasil já garantiu para 2009 uma importante parcela do crescimento econômico graças às decisões de investimento e produção adotadas no final de 2007 e início de 2008.

"É muito difícil que haja uma alteração", afirmou.

O PIB cresceu 5,4% em 2007 e para este ano o Governo estima uma expansão de entre 4,5% e 5,0%.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os principais ministros insistem em que a economia brasileira possui fundamentos sólidos e um forte mercado interno capazes de garantir a manutenção do crescimento econômico. EFE ol/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG