SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) teve alta de 0,67% na terceira medição de julho após elevação de 0,69% na apuração antecedente. O grupo Alimentação subiu 1,44%, menos do que o 1,56% registrado na segunda prévia do mês, refletindo um abrandamento nas taxas de variação de itens como arroz e feijão (7,67% para 4,32%), carnes bovinas (6,99% para 6%) e adoçantes (1,25% para 0,27%).

Segundo a FGV, a principal contribuição para o leve recuo da taxa partiu de elevações de preços menos intensas, e até mesmo quedas, em três das sete classes de despesa usadas para cálculo do índice, entre 15 e 22 de julho.

Entre a segunda e a terceira pesquisa deste mês, a Fundação Getulio Vargas (FGV) observou ainda que Despesas diversas saíram de um acréscimo de 0,36% para 0,28% e Vestuário foi de uma elevação de 0,09% para uma queda de 0,16%.

Em sentido contrário, Habitação deixou para trás crescimento de 0,36% para verificar 0,42% agora. Com mesmo comportamento, apareceram Saúde e cuidados pessoais (0,59% para 0,61%) e Educação, leitura e recreação (0,27% para 0,37%). Transportes subiram 0,22% após o 0,17% da segunda prévia de julho.

(Com informações do Valor Online e Agência Estado)

Leia mais sobre inflação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.