SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) teve expansão de 0,12% em São Paulo na terceira medição de setembro, excedendo ligeiramente a marca registrada antes, de 0,10%. As demais seis capitais avaliadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), contudo, apresentaram recuo nas taxas de variação do indicador, de acordo com os números divulgados nesta quarta-feira.

Acordo Ortográfico Em quatro capitais, aliás, houve deflação na terceira leitura deste mês - Brasília (-0,13%), Rio de Janeiro (-0,14%), Recife (-0,33%) e Salvador (-0,63%). Na prévia antecedente, o IPC-S subiu 0,09% e 0,08% nas duas primeiras localidades e verificou declínio de 0,26% e 0,55% nas duas últimas.

Em Belo Horizonte, o índice de preços cresceu 0,32%, menos do que o 0,50% anotado no segundo levantamento de setembro. Em Porto Alegre, a mudança foi pequena - o indicador passou de 0,03% de avanço para 0,02% de alta entre uma pesquisa e outra.

Ontem, a FGV informou que o IPC-S geral cedeu 0,04% no terceiro estudo deste mês, uma inversão da direção tomada na apuração anterior, quando teve ampliação de 0,04%.

Leia mais sobre inflação ao consumidor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.