Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IPC-S fecha janeiro com alta de 0,83%

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu 0,83% na última semana de janeiro (até o dia 31), informou nesta segunda-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Na semana anterior, até o dia 22, o IPC-S tinha registrado alta de 0,80%.

Agência Estado |

A aceleração de preços no grupo Educação, Leitura e Recreação (de 2,57% para 3,53%) levou à taxa maior do IPC-S na última semana do mês passado. Segundo a FGV, o que mais contribuiu foi o aumento dos cursos formais (4,19% para 6,14%) - que respondeu por 87% da taxa registrada pelo grupo. Entre os cursos que registraram as mais intensas acelerações estão ensino fundamental (6,12% para 8,49%) e creche (3,37% para 8,15%).

Das sete classes de despesa usadas para cálculo do IPC-S, apenas o grupo Educação apresentou acréscimo em sua taxa de variação. As outras seis classes de despesa registraram taxas de inflação menos intensas, ou iguais, entre 22 e 31 de janeiro. Os aumentos de preços menos intensos foram apurados em Alimentação (de 1,10% para 1%); Habitação (de 0,32% para 0,31%); Vestuário (de 0,01% para -0,19%); Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,49% para 0,45%); e Transportes (de 0,85% para 0,74%). Já a classe de Despesas Diversas manteve a mesma taxa de inflação no período (de 0,36%).

Ao analisar a movimentação de preços entre os produtos, a FGV informou que as mais significativas altas de preço no varejo foram apuradas em batata-inglesa (19,80%); curso de ensino fundamental (8,49%); e tarifa de ônibus urbano (1,80%). Já as mais significativas quedas de preços foram apuradas em tomate (-17,39%); limão (-35,89%): e táxi (-4,26%).

Leia mais sobre inflação

Leia tudo sobre: inflação

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG