Tamanho do texto

SÃO PAULO - Cinco das sete capitais analisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) verificaram acréscimos nas taxas de variação do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S). Em Belo Horizonte, por exemplo, o indicador subiu 0,73% na leitura inicial de setembro depois de marcar 0,62% no encerramento do mês passado. Em Brasília, passou de 0,22% para 0,23% de alta.

No Rio de Janeiro, a inflação correspondeu a 0,21% no início deste mês e seguiu o 0,17% apurado no fim de agosto. Na capital paulista, o IPC-S aumentou 0,26% após ficar em 0,13% na medição anterior. Porto Alegre, por sua vez, deixou para trás deflação de 0,04% no término do mês passado e registrou agora acréscimo de 0,01% no IPC-S.

Nas exceções, apareceram Recife e Salvador - na primeira capital, o indicador cedeu 0,03%, sucedendo recuo de 0,01% no fechamento de agosto; na segunda capital, houve declínio de 0,33% no começo de setembro, mais profundo do que a baixa de 0,13% verificada no mês passado.

Ontem, a FGV apontou que o IPC-S geral verificou expansão de 0,20% na primeira prévia do mês, ou 0,06 ponto percentual acima da taxa registrada no término de agosto, de 0,14%.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.