Inflação fica estável na cidade de São Paulo em relação à primeira medição do mês

A segunda quadrissemana de abril do Índice de Preços ao Consumidor apontou inflação de 0,23% na cidade de São Paulo, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O IPC ficou estável em relação à primeira quadrissemana deste mês, que também foi de 0,23%, e veio dentro das estimativas do mercado financeiro, que iam de 0,15% a 0,30%, com mediana de 0,20%, conforme levantamento realizado pelo AE Projeções com 13 instituições. Na segunda quadrissemana de março, a inflação foi de 0,51%.

Os grupos que apresentaram elevação entre o fechamento da primeira quadrissemana e a segunda prévia de abril foram Alimentação (de 1,19% para 1,27%), Saúde (0,08% para 0,27%) e Vestuário (0,63% para 0,90%). Recuaram os segmentos, Habitação (0,12% para 0,03%) e Despesas Pessoais (0,04% para uma deflação de 0,06%). O grupo Educação ficou novamente praticamente estável, de 0,08% para 0,09%. No grupo Transportes, a deflação baixou de 0,81% para 0,78%.

Veja como ficaram os itens que compõem o IPC:

Habitação: 0,03%

Alimentação: 1,27%

Transportes: -0,78%

Despesas Pessoais: -0,06%

Saúde: 0,27%

Vestuário: 0,90%

Educação: 0,09%

Índice Geral: 0,23%

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.