Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IPC-Fipe de 6,16% em 2008 é a maior taxa desde 2004

A inflação registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) em 2008, de 6,16%, foi a mais expressiva desde 2004, quando o indicador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) atingiu a marca de 6,56%. A informação consta da base de dados da instituição que contém os resultados anuais de inflação na cidade de São Paulo desde 1939.

Agência Estado |

Em relação a 2007, quando subiu 4,38%, o IPC apresentou aceleração de 1,78 ponto porcentual. O resultado de 2008 ficou, no entanto, abaixo das estimativas do coordenador do IPC da Fipe, Antônio Evaldo Comune, que, no começo de dezembro, havia revisado a previsão para índice do ano passado, de 6,50% para 6,40%. Entre os grupos pesquisados pela Fipe, o destaque ficou por conta da Alimentação, que acumulou alta de 9,01% em 2008. O resultado foi, entretanto, menor que o de 2007, quando os preços do grupo variaram, em média, 12,73%.

Quanto às demais classes de despesas pesquisadas, a Fipe constatou que, no ano passado, houve aceleração em todas elas, na comparação com o ano anterior. O grupo Habitação variou 5,39% ante alta bem menos significativa, de 0,28%, em 2007. O grupo Transportes acumulou elevação de 3,34% ante variação positiva de 2,87% do ano anterior; o de Despesas Pessoais subiu 7,65% ante 4,14%; e o grupo Saúde apresentou alta de 6,42% ante aumento de 5,71%. Na sequência, o grupo Vestuário acumulou elevação de 4,41% contra uma queda de 0,55% observada em 2007; e o grupo Educação apresentou taxa positiva de 5,31% ante 4,22%. No início da manhã desta terça-feira, a Fipe divulgou a inflação de dezembro na capital paulista. De acordo com a instituição, o IPC variou 0,16% no mês passado ante alta de 0,39% em novembro.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG