Na comparação entre julho e a primeira prévia de agosto, quatro dos sete grupos pesquisados tiveram aceleração da alta de preços

selo

A inflação na cidade de São Paulo, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), acelerou para 0,20% na primeira quadrissemana de agosto, ante a elevação de 0,17% no fechamento de julho. Na primeira quadrissemana de julho, o indicador havia avançado 0,10%.

As estimativas apuradas pelo AE Projeções iam de 0,12% a 0,24%, com mediana de 0,17%. 

Na comparação entre o fechamento de julho e a primeira prévia de agosto, quatro dos sete grupos pesquisados tiveram aceleração da alta de preços: Transportes (de 0,25% para 0,41%), Despesas Pessoais (0,62% para 0,65%), Saúde (0,49% para 0,58%) e Vestuário, que passou de uma deflação de 0,25% para recuo de apenas 0,04.

Houve desaceleração de preços em dois grupos: Habitação (de 0,37% para 0,36%) e Alimentação (que passou de uma queda de 0,40% para -0,46%). No grupo Educação, os reajustes mantiveram-se no mesmo ritmo da prévia anterior, de 0,15%. 

Veja como ficaram os itens que compõem o IPC: 

Habitação: 0,36% 

Alimentação: -0,46% 

Transportes: 0,41% 

Despesas Pessoais: 0,65% 

Saúde: 0,58% 

Vestuário: -0,04% 

Educação: 0,15% 

Índice Geral: 0,20%

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.