Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IPC de São Paulo deve apontar inflação de até 5% neste ano, prevê Fipe

SÃO PAULO - A inflação na cidade de São Paulo deve desacelerar e ficar entre 4,5% e 5% neste ano, abaixo da alta de 6,16% registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC-SP) em 2008 e divulgada nesta terça-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Segundo o coordenador do índice, Antonio Comune, o dólar será a principal variável de risco inflacionário neste ano. Mas ele destaca que os efeitos da taxa de câmbio mais alta podem ser compensados pela desaceleração da economia.

Valor Online |

A estimativa de até 5% de alta para os preços em São Paulo em 2009 leva em conta que a moeda americana se estabilize entre R$ 2,30 e R$ 2,50. Cotações maiores podem justificar uma expansão de até 6% para o IPC da capital paulista.

Comune afirma que o padrão de consumo é muito afetado pela variação da moeda americana. "Na pauta de consumo das famílias, 30% dos itens são afetados pelo dólar", diz, lembrando que além de produtos importados, há forte influência de preços de insumos e de royalties.

Mas a aceleração da divisa americana desde setembro de 2008 não chegou a influenciar o IPC de 2008. Em dezembro, por exemplo, o índice apontou alta de 0,16%, ante previsões de até 0,40% para o mês. A variação também ficou bem abaixo dos 0,80% de alta apurada em dezembro de 2007.

Segundo o coordenador do índice, os produtos afetados pela variação da moeda americana foram vendidos até o Natal sem reajuste, sobretudo eletrônicos. Agora, com o fim dos estoques, a tendência é de que os produtos sejam reajustados.

Antonio Comune acredita que o repasse do dólar mais alto começará a ser sentido a partir deste mês, quando o IPC deve subir 0,35% em relação a dezembro. Ainda assim, o indicador deve ficar abaixo do aumento de 0,52% apurado um ano antes.

Nessa estimativa entra, além do dólar maior, a alta de preços do grupo Educação. O coordenador lembra que as mensalidades reajustadas neste mês devem embutir não só a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2008, mas possivelmente custos que podem superar a inflação oficial, como a alta de salários de professores.

 

Leia tudo sobre: ipc

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG