Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Investimento estrangeiro no Brasil aumentou 30% em 2008

Brasília, 26 jan (EFE).- O investimento estrangeiro direto (IED) no Brasil alcançou o valor recorde de US$ 45,06 bilhões no ano passado, 30% a mais do que em 2007, segundo os dados publicados hoje pelo Banco Central (BC), apesar da crise econômica mundial.

EFE |

Apesar de uma queda no último trimestre, agravada em dezembro, o investimento estrangeiro superou amplamente os US$ 34,585 bilhões de 2007.

A soma de 2008 é a maior desde que começaram os registros, em 1947.

No entanto, no último mês do ano, ingressaram na economia brasileira apenas US$ 8,1 bilhões como consequência da crise financeira internacional, que afeta em menor escala o Brasil e o mantém ainda "atrativo" para muitos investidores.

Assim, os resultados de 2008 superaram também as estimativas realizadas pelo Banco Central, que giravam em torno de US$ 40 bilhões.

De acordo com estes dados, o valor do IED no ano passado correspondeu a 2,84% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil contra 2,59% de 2007.

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, explicou em declarações aos jornalistas que "o investidor tem uma perspectiva em longo prazo, leva em conta as perspectivas da economia brasileira e vislumbra melhoras para o futuro".

O balanço de pagamentos, por sua vez, foi deficitário em US$ 28,3 bilhões no resultado da conta corrente, equivalente a 1,78% do PIB, contra um superávit de US$ 1,6 bilhão em 2007, que representou 0,12% do PIB.

As remessas líquidas de renda para o exterior acumularam no ano passado US$ 40.6 bilhões, 38,5% mais do que em 2007.

Em termos de liquidez, as reservas internacionais somaram US$ 206,8 bilhões até dezembro. EFE edv/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG