Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Investimento da GM deve criar 1.700 empregos em SP

O investimento de R$ 1,4 bilhão anunciado nesta segunda pela General Motors do Brasil ao governador José Serra (PSDB), em evento no Palácio dos Bandeirantes, deve criar no Estado de São Paulo cerca de 1.700 empregos diretos e indiretos até 2011, estima o presidente da montadora de veículos no Brasil e Mercosul, Jaime Ardila. Os recursos serão destinados às unidades de São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes e fazem parte de um plano de investimentos de R$ 5 bilhões de 2008 a 2012.

Agência Estado |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237562663640&_c_=MiGComponente_C

 

A maior parte dos recursos - R$ 1,35 bilhão - será usada na modernização e adequação da fábrica de São Caetano do Sul, no ABC paulista, para a produção de dois novos modelos de veículos. "O investimento vai aumentar em 30% a capacidade produtiva da planta", afirmou Ardila.

O presidente regional da GM manteve mistério sobre os novos modelos, mas adiantou que eles serão lançados no último trimestre de 2011. Em São Caetano do Sul são produzidos o Corsa, o Astra e o Vectra. Na unidade hoje trabalham 7 mil pessoas. "Será gerado um número considerável de empregos", disse Ardila. Serra arriscou um palpite: 1,5 mil postos. "É um bom número", concordou o empresário.

Os outros R$ 50 milhões serão aplicados no complexo industrial de Mogi das Cruzes, onde são feitos componentes para os carros. A fábrica dará suporte às necessidades da unidade de São Caetano do Sul. A mudança demandará a contratação de 190 pessoas, que se somarão aos 760 funcionários atuais, prevê Ardila.

O governador comemorou o investimento. "Para São Paulo, esse investimento representa mais emprego, mais produção e mais arrecadação", disse, arrancando risos dos empresários. "Sabíamos que você não esqueceria da arrecadação", disse Ardila.

Leia tudo sobre: gm

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG