Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Investidor seguiu inquieto e bolsas no mundo caíram na sexta-feira

SÃO PAULO - A semana passada ficou marcada como uma semana negra para os mercados acionários dos Estados Unidos e Europa. A preocupação com a deterioração das condições no ambiente financeiro e o temor de uma recessão global assustaram os agentes e contribuíram para um clima de negócios negativo.

Valor Online |

Na sexta-feira, depois de terem registrado forte volatilidade, as bolsas de Nova York conseguiram reduzir as quedas e fecharam com baixa de pouco mais de 1%. O Dow Jones caiu 1,49% para 8.451 pontos. O Standard & Poor´s cedeu 1,18%, para 899 pontos. Apenas o eletrônico Nasdaq conseguiu reverter o rumo e encerrar com alta de 0,27%, para 1.649 pontos.

De qualquer modo, essa foi uma das piores semanas da história do mercado financeiro americano. Foram oito pregões consecutivos de queda que levaram o industrial Dow Jones a se aproximar de 8 mil pontos pela primeira vez desde 2003. O Standard & Poor´s 500 cedeu 18,2% na semana, a maior perda semanal da história do índice. O Dow teve desvalorização de 18% no período e o Nasdaq diminuiu 15%.

Nos pregões europeus, o índice FTSE-100, de Londres, caiu 8,85% na sexta-feira, somando 3.932,06 pontos. O CAC-40, de Paris, declinou 7,73%, ficando em 3.176,49 pontos. Em Frankfurt, o DAX terminou aos 4.544,31 pontos, com recuo de 7,01%.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG