Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Investidor de fundo gerido por Madoff é encontrado morto

NOVA YORK - O investidor de um fundo, gerido por Bernard Madoff, que perdeu U$ 1,4 bilhões, foi encontrado morto, nesta terça-feira, em seu escritório na Madison Avenue, em Nova York, segundo o jornal The New Tork Times. A polícia confirma que há indícios de que o investidor tenha cometido suicídio.

Redação |

 

Rene-Thierry Magon de la Villehuchet foi encontrado em sua cadeira, por volta das 8h da manhã (horário local), com os dois pulsos cortados, de acordo com o Paul Browne, do departamento de polícia de Nova York.

O corpo, já sem vida, foi descoberto por seguranças do edifício onde se encontram os escritórios da firma. Nenhuma nota que pudesse  esclarecer o ocorrido foi encontrada junto ao corpo.

"Parece que se trata de um suicídio, embora obviamente essa conclusão deverá ser confirmada pelos legistas", assegurou à Agência Efe um porta-voz do Departamento da Polícia de Nova York.

De la Villehuchet era um dos investidores que foi pego por uma das maiores fraudes da história do sistema financeiro norte-americano. Madoff foi preso acusado de comandar um esquema de pirâmide cujos prejuízos globais são estimados em US$ 50 bilhões.

AP
AP
O escritório do investidor encontrado morto, na Madison Avenuee, Nova York

As perdas totais que De la Villehuchet teve com seu Access International Advisors ainda não foram totalmente calculadas, mas o "The New York Times" apurou que na noite da segunda-feira o investidor pediu que a equipe de limpeza do seu prédio deixasse o local a partir das 19h. Ele justificou dizendo que trabalharia até mais tarde.

Perfil

De la Villehuchet era um proeminente investidor que vinha de uma tradicional família francesa. De acordo com o jornal, ele também era conhecido por ser marinheiro e participar regularmente de regatas. Ele vivia com sua mulher e não tinha filhos.

No campo empresarial, antes de fundar o Access, respondia pelo Crédit Lyonnais Securities EUA, uma das filiais americanas do conhecido banco francês, e foi responsável na década de 1980 por uma agência especializada nas Bolsas de países como França, Bélgica e Itália.

Fraudes de Madoff

A Procuradoria Federal, o FBI (polícia federal americana) e a Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários americana) estão investigando a fraude de Madoff.

O investidor, que até sua detenção, em 11 de dezembro, era considerado uma lenda de Wall Street, é acusado de planejar uma fraude com a qual centenas de investidores, especialmente grandes fortunas, mas também organizações beneficentes, empresas e entidades de todo o mundo, poderiam perder todo seu dinheiro. Madoff se encontra sob prisão domiciliar e vigiado 24 horas.

(Com informações da agência EFE)

Leia mais sobre: Madoff

Leia tudo sobre: madoff

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG