Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Intel firma parceria com Parks e Asus para difundir WiMAX no Brasil

SÃO PAULO - A fabricante de chips Intel se associou à Parks e à taiwanesa Asus para produzir no país equipamentos para redes de transmissão de dados com tecnologia WiMAX. As companhias irão produzir antenas internas (indoor) para acesso a internet por essa tecnologia.

Valor Online |

Os equipamentos, segundo a Intel, vão oferecer acesso de voz e dados via internet aos usuários. Com a produção local - que será feita pela Parks - será possível reduzir o custo de fabricação dos equipamentos. A Intel, uma das empresas por trás da tecnologia WiMAX, acredita que essa redução no custo poderá acelerar a adoção da tecnologia no país, ainda incipiente.

Os equipamentos que serão fabricados no Brasil poderão ser usados como acesso à internet rápida e mesmo para serviços de telefonia sobre protocolo de internet (VoIP, na sigla em inglês). Para a Intel, isso levará a uma redução de custo significativo para operadoras, em relação aos equipamentos hoje à disposição no mercado.

"A transferência de tecnologia da Asus exemplifica o pioneirismo da Parks e sua colaboração para amadurecer o mercado de soluções WiMAX no Brasil", diz o diretor comercial da Parks, Mauro de Araújo. "Ao fabricar localmente, estamos não só trazendo o que há de mais moderno em tecnologia, como também estamos incentivando projetos de implementação de banda larga para inclusão digital no país", acrescentou.

A empresa foi escolhida pela própria Intel para fabricar os produtos no país e foi a multinacional que fez a ponte entre a Parks e a Asus, que transferiu sua tecnologia nesse campo à brasileira em um período de 120 dias.

Para Araújo, além de ser um estímulo à indústria nacional de tecnologia, ela ajuda a dar mais visibilidade a esse setor brasileiro no mercado internacional e mesmo nacional.

As placas WiMAX serão fabricadas na unidade da Parks em Cachoeirinha, cidade da região metropolitana de Porto Alegre (RS). Os primeiros equipamentos devem estar prontos para serem comercializados já no início do ano que vem.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG