SÃO PAULO - A União Européia (UE) abriu novos processos antitruste contra a fabricante norte-americana de processadores Intel. Segundo a Comissão Européia (CE), braço executivo da UE, a empresa teria abusado de sua posição de líder no mercado europeu para prejudicar as vendas de sua principal concorrente, a Advanced Micro Devices (AMD). Caso condenada, a Intel pode sofrer pesadas multas.

Segundo a Comissão Européia, uma carta foi enviada à Intel notificando sobre três novas acusações que pesam contra ela no bloco econômico. Um deles é sobre o desconto oferecido pela fabricante a distribuidores europeus de computadores para favorecerem produtos equipados com seus processadores.

Outra acusação é de que a empresa teria pago a distribuidores locais para atrasar a comercialização de produtos usando chips da AMD e, por fim, ela é acusada de também realizar pagamentos aos distribuidores para usarem preferencialmente seus próprios processadores.

De acordo com um comunicado da CE, os novos processos reforçam a análise preliminar da comissão de que a Intel infringiu regras e tratados da UE sobre o abuso de posição dominante (no mercado) com o objetivo de excluir sua principal rival.

Pelas regras da comissão, a Intel terá oito semanas para responder a essas acusações. Ela pode solicitar uma audiência na sede da comissão, em Bruxelas (Bélgica). Caso seja condenada, além de ser obrigada a interromper as práticas pelas quais é acusada, a Intel deve ser alvo de pesadas multas pela Comissão Européia.

Recentemente, a comissária de Competição da UE, Neelie Kroes, aplicou multa de 899 milhões de euros à Microsoft em um caso antitruste semelhante.

Em comunicado, a Intel considerou infundadas as acusações da CE. Segundo ela, as alegações fazem parte da estratégia de longo-prazo de sua rival AMD para interferir em sua operação. Está claro que as alegações são do mesmo tipo que as reclamações que nosso competidor, a AMD, tem feito a agências reguladoras e cortes em todo o mundo por mais de 10 anos, afirma a Intel.

Leia mais sobre Intel - truste

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.