Tamanho do texto

São Paulo, 21 - Os avicultores integrados da Frango Forte Alimentos, sediado em Conchas com atuação no sudoeste paulista, devem se reunir no próximo dia 29 com o secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, João Sampaio, em busca de alternativas para a que empresa possa retomar as atividades, que foram suspensas na segunda semana deste mês, por causa de problemas administrativos e da escassez de crédito provocada pela crise financeira internacional. As informações São do deputado estadual Luiz Carlos Gondin (PPS), que participou de uma reunião hoje em Conchas, com a presença de lideranças dos avicultores e do atuais prefeitos e dos eleitos nos municípios da região, como Laranjal Paulista, Tatuí, Pereira Barreto.

Segundo Gondin, na reunião com o secretário João Sampaio as lideranças rurais e políticas vão tentar obter do governo do Estado apoio Financeiro para que os integrados possam se manter na atividade. Ele disse que também vai buscar apoio no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). "A busca de um sócio para o empreendimento, que possa suprir a falta de crédito, também é uma alternativa a ser estudada", diz ele.

O presidente da Associação Paulista de Avicultura, Érico Pozzer, que participou da reunião hoje em Conchas, afirmou que o fechamento da empresa preocupa porque são 2 mil empregos diretos e os 400 avicultores integrados que produziam frango para a empresa agora estão sem renda. Pozzer relatou que na reunião a empresa comunicou a contração de uma auditoria independente que irá avaliar o tamanho das dívidas da empresa, a fim de facilitar o processo de retomada das atividades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.