Mais uma fusão entre empresas do varejo de eletrodomésticos e eletrônicos deve ser anunciada nos próximos dias

Mais uma fusão entre empresas do varejo de eletrodomésticos e eletrônicos deve ser anunciada nos próximos dias. A Máquina de Vendas, união da baiana Insinuante com a mineira Ricardo Eletro, deve incorporar parte da City Lar, a maior rede de eletrodomésticos da região Centro-Oeste, mas com forte presença no Norte e Nordeste do País. Os principais executivos das três companhias, Luiz Carlos Batista (Insinuante), Ricardo Nunes (Ricardo Eletro) e Erivelto Gasques (City Lar), já teriam batido o martelo para a união da Máquina de Vendas com a City Lar. Segundo fontes próximas às companhias, seria necessário acertar apenas números finais, ainda sob o crivo da auditoria que dá subsídios para a conclusão dos detalhes do negócio. O acordo acertado até o momento prevê uma união parcial da City Lar com a Máquina de Vendas. Isso quer dizer que entram na fusão as lojas localizadas no Norte e no Nordeste, ficando de fora as unidades do Centro-Oeste, onde a companhia começou - foi fundada em Cuiabá, em 1992. Hoje, reúne 170 lojas, espalhadas por 14 Estados de três regiões e com faturamento anual perto de R$ 800 milhões. Um dos atrativos da empresa para integrar a Máquina de Vendas é a forte presença no Norte, mercado praticamente inexplorado pelas grandes redes varejistas. O passo decisivo do Grupo City foi dado dois anos atrás, quando comprou a rede maranhense Gabryella, líder de mercado de eletrodomésticos e eletrônicos no Estado, onde tem cerca de 20 lojas. De acordo com fontes de mercado, a intenção da Máquina de Vendas é manter a marca do Grupo City onde a empresa é forte - na Região Norte - e colocar a nova bandeira nas unidades da Insinuante localizadas na região. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.