Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inflação semanal pelo IPC-S é a maior desde junho de 2008, segundo FGV

SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) teve aumento de 0,80% na apuração terminada dia 22 de janeiro. Os dados são da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e mostram que esta foi a maior inflação registrada desde junho do ano passado, quando o índice tinha subido 0,89%, na terceira semana daquele mês.

Valor Online |

Dentre os grupos que mais contribuíram para o aumento da inflação está Educação, Leitura e Recreação, cujo índice passou de 1,83%, para 2,57%. A classe dos cursos formais foi a que se destacou neste sentido, saindo de 2,81% para 4,19% nesta apuração.

Alimentação registrou alta de 1,10%, sendo que na pesquisa anterior teve elevação de 0,88%, e também colaborou para a alta da inflação no período. As frutas (de 3,39% para 4,46%) e o arroz e feijão (de queda de 2,51% para queda de 0,75%) são exemplos dos 15 itens, de um total de 22, que tiveram acréscimos em suas taxas de variação.

Os grupos Habitação e Despesas diversas também apresentaram aumento da inflação no período, com variações que passaram de 0,30% para 0,32% e 0,34% para 0,36%, respectivamente.

Já os grupos Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,58% para 0,49%), Vestuário (0,09% para 0,01%) e Transportes (0,89% para 0,85%) apresentaram menor aumento dos preços nesta apuração.

Dentre os itens com maiores influências positivas para o índice estão batata-inglesa, subindo de 17,13% para 20,97%, além do maracujá, com alta de 42,65%, saindo de 29,81% na apuração anterior. Já as influências negativas vieram do limão (de -42,66% para -39,13%) e do tomate (de -1,54% para -11,51%).

(Vanessa Dezem | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG