Os preços ao consumidor subiram 1,6% em agosto sobre igual mês do ano passado

A inflação da zona do euro desacelerou conforme o esperado em agosto, enquanto o desemprego ficou estável pelo quinto mês seguido em julho, quando maiores contratações na Alemanha foram contrabalançadas por fraqueza na Bélgica, na Espanha e na Irlanda.

A agência de estatísticas Eurostat informou nesta terça-feira que os preços ao consumidor subiram 1,6% em agosto sobre igual mês do ano passado, abaixo da taxa anual de 1,7% vista em julho.

O número ficou em linha com a previsão do mercado e abaixo da meta do Banco Central Europeu (BCE), de 2%.

O desemprego permaneceu em 10% em julho, perto da máxima em 12 anos.

Na Alemanha, a taxa de desemprego caiu pelo 14º mês. Na Itália também houve queda, de 8,5% em junho para 8,4%.

Na Bélgica, na Espanha, na Irlanda e na Eslováquia houve aumento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.