O IGP-M registrou variação de 0,77% no mês de agosto, segundo a Fundação Getúlio Vargas

Impulsionado pela aceleração da inflação do minério de ferro no atacado, que saltou de 2,48% para 15,08% de julho para agosto, o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,77% este mês, após avançar 0,15% em julho. O resultado é o maior registrado em meses de agosto desde 2007, quando o IGP-M variou 0,98%. Em agosto de 2008, o índice apresentou variação de -0,32% e, em 2009, de -0,36%. No ano, o IGP-M acumula alta de 6,66% e, nos últimos doze meses, de 6,99%.

A FGV divulgou que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) apresentou taxa de variação de 1,24%. O índice relativo aos Bens Finais variou -0,15%, em agosto. O índice referente ao grupo Bens Intermediários variou 0,33%.

No estágio inicial da produção, o índice de Matérias-Primas Brutas variou 4,44%, em agosto. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou variação de -0,27%, em agosto. No mês anterior, a variação foi de -0,17%. 

De acordo com a FGV, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em agosto, variação de 0,22%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,62%. Dois dos três grupos componentes apresentaram decréscimos em suas taxas de variação: Materiais e Equipamentos (0,53% para 0,32%) e Mão de Obra (0,77% para 0,06%). O grupo Serviços apresentou variação de 0,60%. No mês anterior, a taxa foi de 0,27%.

O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência. A taxa acumulada do IGP-M é usada no cálculo de reajuste nos preços dos aluguéis.

* Com Agência Estado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.