Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inflação da eurozona tem queda em setembro e alcança 3,6%

Bruxelas, 15 out (EFE).- A inflação se desacelerou um pouco em setembro na eurozona, ao passar de 3,8% (registrado em agosto) para 3,6% a uma taxa anualizada, indicam informações dadas hoje pelo Eurostat, escritório estatístico comunitário.

EFE |

No conjunto da União Européia (EU), a redução foi de apenas 0,1 ponto percentual, para 4,2%.

Em setembro de 2007, a inflação anualizada na zona do euro foi de 2,1%, enquanto na UE 27 alcançou 2,2%.

Os países da UE com uma inflação anualizada mais moderada em setembro são Holanda (2,8%), Alemanha (3,0%) e Irlanda e Portugal (3,2%).

As inflações mais elevadas foram registradas na Letônia (14,7%), na Bulgária (11,4%) e na Lituânia (11,3%).

Com relação a agosto passado, a inflação anualizada caiu em 17 dos 27 países da UE, aumentou em oito e se manteve estável nos dois restantes.

Por setores, as informações do Eurostat indicam como principais fatores do aumento da inflação na zona do euro a habitação (6,2%), os transportes (5,8%) e os produtos alimentícios (5,7%).

No lado oposto está a queda nas comunicações (2,6%) e os pequenos aumentos no lazer e cultura (0,1%) e vestuário (0,7%).

Por produtos, o maior impacto ao aumento anual dos preços foi o dos combustíveis de transporte (0,44 ponto percentual), ao qual se seguiram o dos combustíveis líquidos (0,24 ponto percentual) e o do leite, queijo e ovos (0,15 ponto percentual).

Os bens e serviços que, por outro lado, permitiram reduzir o aumento global foram as telecomunicações (queda de 0,2 ponto percentual) e o vestuário (0,15 ponto percentual).

Com relação ao mês de agosto, as principais variações foram registradas no vestuário (6,5%) e nos artigos para o lar (0,5%).

Os serviços de alojamento (queda de 0,14 ponto percentual), as viagens (queda de 0,12 ponto percentual) e os combustíveis para transporte e viagens de avião (queda de 0,07 ponto percentual cada) foram os setores que contribuíram para a diminuição.

As taxas de inflação em setembro de 2008, em termos anualizados, na eurozona e na UE e cada um de seus Estados-membros em ordem crescente: ZONA DO EURO 3,6% UE 4,2% Holanda 2,8% Alemanha 3,0% Portugal 3,2% Irlanda 3,2% França 3,3% Áustria 3,7% Itália 3,9% Espanha 4,6% Finlândia 4,7% Grécia 4,7% Luxemburgo 4,8% Malta 4,9% Chipre 5,0% Bélgica 5,5% Eslovênia 5,6% --------- Polônia 4,1% Suécia 4,2% Dinamarca 4,5% Eslováquia 4,5% R. Unido 5,2% Hungria 5,6% R.Checa 6,4% Romênia 7,3% Estônia 10,8% Lituânia 11,3% Bulgária 11,4% Letônia 14,7%. EFE rcf/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG