A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) superou a rentabilidade das principais opções de investimento dos brasileiros no primeiro semestre. O indicador subiu 6,82% no período, ante alta de 4,55% da média dos fundos de renda fixa, que ocuparam o topo do ranking das aplicações financeiras.

É a primeira vez que isso ocorre desde o início do levantamento, em 1999, feito pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) valorizou 1,77% no intervalo. Contando apenas junho, o principal termômetro da bolsa brasileira despencou 10,43%, pior desempenho mensal desde abril de 2004.

"Temporariamente, o investidor deverá ter paciência", disse o administrador de investimentos Fabio Colombo. Segundo ele, o novo ciclo de alta da taxa básica de juros (Selic), iniciado pelo Banco Central em abril, levará algum tempo para ter efeito nos índices de preços. Por isso, disse, "não há motivo para o investidor se apavorar". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.