SÃO PAULO - A inflação ao consumidor na China abrandou em outubro - o indicador subiu 4% no confronto com um ano antes. Em setembro, a taxa avançou 4,6% perante 2007, seguindo elevação de 4,9% em agosto.

Os preços dos alimentos tiveram alta de 8,5% no mês passado perante o exercício anterior, depois de um acréscimo de 9,7% em setembro. Os produtos não-alimentícios aumentaram 1,6%.

"A suavização na inflação dá ao governo mais espaço para ajustar suas políticas a fim de impulsionar a economia", avaliou o pesquisador do Instituto de Finanças e Bancos sob a Academia Chinesa de Ciência Social, Peng Xingyun.

Ontem, o governo mostrou que o índice de preços ao produtor na China registrou ampliação de 6,6% em outubro na comparação com um ano atrás. Em setembro, tinha marcado alta de 9,1%. A desaceleração foi associada ao efeito defasado de medidas de política monetária tomadas pelas autoridades chinesas, entre outros fatores.

As informações são da agência estatal de notícias chinesa Xinhua.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.