Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inflação ao consumidor de baixa renda arrefece em novembro, mostra FGV

SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) diminuiu para 0,38% em novembro depois de situar-se em 0,66% um mês antes. Os dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Valor Online |

O indicador é calculado com base nas despesas de consumo das famílias com renda de um a 2,5 salários mínimos mensais.

A principal contribuição para a desaceleração registrada veio do grupo Alimentação, que saiu de um acréscimo de 1,01% em outubro para um avanço de 0,60% no mês seguinte. Essa suavização refletiu itens como Arroz e Feijão (3,58% para -3,93%), Carnes Bovinas (4,10% para 1,83%) e Frutas (6,36% para 3,40%).

No acumulado do ano, o IPC-C1 expandiu-se 6,76%. Em 12 meses terminados em novembro, houve elevação de 8,04%.

O ritmo de alta arrefeceu na passagem de outubro para o mês seguinte em Vestuário (1,89% para 0,42%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,29% para 0,16%). Transportes verificaram ligeira mudança, de 0,01% para variação nula. Despesas Diversas, que tinham aumentado 0,54% no 10º mês de 2008, declinaram 0,23% em novembro.

Em contrapartida, Educação, leitura e recreação subiram 0,47% em novembro, excedendo a taxa apurada no mês antecedente, de 0,20%. Em Habitação, a elevação foi modesta, de 0,33% para 0,34%, com impacto do item Material para Limpeza (0,22% para 0,92%).

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG