Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inflação ao consumidor da baixa renda acentua-se em março, mostra FGV

SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) subiu para 1,40% em março, patamar 0,5 ponto percentual acima do verificado um mês antes. Conforme informou nesta segunda-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o resultado faz com que a taxa acumulada neste ano ficasse em 3,66%.

Valor Online |

SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) subiu para 1,40% em março, patamar 0,5 ponto percentual acima do verificado um mês antes. Conforme informou nesta segunda-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o resultado faz com que a taxa acumulada neste ano ficasse em 3,66%. Vale notar que o indicador de preços é calculado com base nas despesas de consumo das famílias com renda de um a 2,5 salários mínimos mensais. Para a aceleração da taxa do IPC-C1 entre fevereiro e março contribuiu o grupo Alimentação, que foi de acréscimo de 1,41% para expansão de 3,31%, em razão da elevação nos preços do Feijão Carioquinha e do tomate. No mesmo sentido, Despesas Diversas deixaram uma baixa de 0,13% nos egundo mês de 2010 para uma ampliação de 0,48% em março. O mesmo comportamento foi verificado em Saúde e cuidados pessoais (-0,01% para +0,37%) e Educação, leitura e recreação (-0,45% para +0,23%). O grupo Vestuário, por sua vez, acentuou o ritmo de baixa, indo de recuo de 0,58% para declínio de 0,91%. Os grupos Transportes e Habitação registraram inflação mais branda: o primeiro ramo saiu de 2,67% para 0,37% e o segundo, de 0,12% para 0,08%. (Vanessa Dezem | Valor)
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG